Auriculoterapia

A Auriculoterapia é uma especialidade dentro da Medicina Tradicional Chinesa e é um sistema independente da Acupunctura. A sua aplicação actual não se restringe apenas ao tratamento de doenças através dos pontos auriculares, mas, também, ao diagnóstico em muitas patologias. É, provavelmente, um dos mais antigos métodos terapêuticos praticados na China. Quando se verifica uma desarmonia em qualquer parte do corpo humano, esta é reflectida na orelha, com reacções de carácter e localidades diferentes, específicos de cada doença, havendo, portanto, uma relação muito estreita entre os locais reactivos e as partes do organismo implicadas na patologia.
O método de tratamento em Auriculoterapia tem vindo a progredir, desde as tradicionais agulhas de acupunctura, às agulhas intra-dérmicas, à utilização do laser, passando pelas esferas magnéticas e moxabustão, até à prática mais utilizada na China, a colocação de pequenas sementes com adesivo. Os pontos terapêuticos são utilizados conforme a necessidade do paciente, uma vez que cada organismo reage de uma forma específica ao estímulo.
Todo o tratamento pela Auriculoterapia tem como objecto promover o equilíbrio do paciente e o seu bem-estar através de benefícios na parte psicológica, da estimulação da energia vital, da redução do cansaço físico e psicológico, do alívio das dores, do auxílio no emagrecimento, da adoção de hábitos saudáveis, da harmonização do organismo e da restauração do circuito energético dos meridianos.

Indicações:

  • Insónia
  • Depressão
  • Ansiedade
  • Dores musculares
  • Problemas respiratórios
  • Doenças cardiovasculares
  • Transtornos digestivos
  • Excesso de peso


As aplicações da Auriculoterapia em pediatria são várias, devido às suas técnicas pouco invasivas como a colocação de esferas magnéticas ou sementes de mostarda que são presas na orelha com adesivo, ou, ainda, através da utilização de laser, sendo estas técnicas totalmente indolores. É importante lembrar que em bebés e crianças não se usam agulhas.

Indicações:

  • Cólicas intestinais
  • Falta de apetite
  • Hiperactividade
  • Dificuldades de concentração
  • Insónias ou sono agitado
  • Alergias
  • Ansiedade
  • Cefaleias/Enxaquecas
  • Obesidade infantil
  • Obstipação/Diarreia
  • Asma
  • Rinite
  • Bronquite